Reestruturando o sistema de inovação

É consensual entre as correntes de pensamento econômico a ideia de que a inovação é a força que move o desenvolvimento de uma nação. Mesmo que um país tenha abundância de recursos naturais, de trabalhadores e de capital isso não garante crescimento econômico sustentado e melhoria na condição de vida das pessoas se não houver... Continue lendo →

Mudanças no agronegócio chinês e o Brasil

  Transformações profundas exigem estratégia refletida e negociação estruturada.   São louváveis as raras iniciativas de reflexão sobre o longo prazo no Brasil. O Cebri (Centro Brasileiro de Relações Internacionais) criou um grupo para discutir em profundidade dez temas estruturais da relação Brasil-China. Participei do debate sobre “complementaridade e dependência no agronegócio”.   Quarenta anos... Continue lendo →

Velhos princípios e a realidade tributária

A retomada da reforma tributária traz de volta argumentos de alguns tributaristas e economistas que evidenciam um apego fervoroso a princípios de finanças públicas escritos há mais de meio século. Repetem que uma estrutura tributária ideal deve contar com tributos neutros, simples, isonômicos, transparentes e não-cumulativos. Um exemplo dessa postura foi o artigo “Propostas exóticas”,... Continue lendo →

A ameaça das criptomoedas

O mundo globalizado e digital impacta em todas as vertentes da sociedade. Tudo ocorre de modo cada vez mais rápido em um ambiente comandado pelo fluxo de bits and bytes. Nesse ambiente todos os aspectos sociais se ajustam e se mantêm em sintonia com uma realidade que vinte ou trinta anos atrás seria vista como... Continue lendo →

Os falsos pecados da carne

“Segunda sem carne” e proibição da exportação de gado em pé são arbitrariedades inaceitáveis. A aprovação em dezembro de um projeto de lei que proíbe o consumo de carnes às segundas-feiras nas escolas e órgãos públicos do Estado de São Paulo é mais uma infame agressão contra a pecuária e as carnes. Nada temos contra... Continue lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑